domingo, 15 de novembro de 2015

Festival de vídeo e animação quadro a quadro - 24/11/2015 14h00 as 19h00


Curso: Redes de Aprendizagem – PROINFO INTEGRADO / MEC - Profa. Rosilma Lobato Pinheiro

Curso: Redes de Aprendizagem – PROINFO INTEGRADO / MEC
Profa. Formadora/Facilitadora: Rosilma Lobato Pinheiro.
Local Pólo: Universidade Aberta do Brasil – Santana - AP
Início: 22/Setembro. Término: 11/Dezembro – horário: 8h00 as 12h00 – encontros presenciais

Curso: Redes de Aprendizagem – e-proinfo – ambiente de aprendizagem colaborativa – ACA.
DATA
LOCAL
UNIDADE I
22/09/2015 – terça-feira – manhã - aula inaugural
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
23/09/2015 – quarta-feira – manhã - e-proinfo
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
28/09/2015 – segunda-feira – manhã – e-proinfo
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
05/10/2015 - segunda-feira – manhã - e-proinfo
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
21/10/2015 – quarta-feira – tarde - e-proinfo
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
22/10/2015 – quinta-feira – manhã - e-proinfo
ESCOLA ESTADUAL RODOVAL BORGES
28/10/2015 – quarta-feira – manhã – UNIDADE I
ESCOLA ESTADUAL RODOVAL BORGES
UNIDADE II
29/10/2015–transferido para o dia 05/11/2015-quinta-feira–manhã-UNIDADE II
ESCOLA ESTADUAL RODOVAL BORGES
12/11/2015 – quinta-feira – manhã - plantão
CENTRO DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE SALOMÉ - CEPS
17/11/2015 – terça-feira – manhã – UNIDADE II
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
UNIDADE III
18/11/2015 – quarta-feira – manhã – UNIDADE III
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
27/11/2015 – sexta-feira – manhã - plantão
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
10/12/2015 – quinta-feira – manhã – Und.III - PROJETO
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
11/12/2015 – sexta-feira – manhã – PROJETO -ENCERRAMENTO
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA

OFICINA: CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE BLOG / Santana-AP

OFICINA: CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE BLOG – 20h – 16 professores cursistas participantes.  Profa. Formadora/Facilitadora: Rosilma Lobato Pinheiro
DATA
LOCAL
24/09/2015 – quinta-feira – manhã -
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
25/09/2015 – sexta-feira – manhã -
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
06/10/2015 – terça-feira – manhã -
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
07/10/2015 – quarta-feira – manhã -
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
08/10/2015 – quinta-feira – manhã -
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
16/10/2015 – sexta-feira – manhã -
UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB - SANTANA
23/10/2015 – sexta-feira – manhã - encerramento
ESCOLA ESTADUAL RODOVAL BORGES - Santana-AP

quarta-feira, 17 de junho de 2015

QUADRINHOS NA SALA DE AULA

Formadora: Sandra Santos

EMENTA :
História em Quadrinhos na Educação; Onamatopéias; Diagramação; História em Quadrinhos ou Tirinhas; Histórias em Quadrinhos e o impacto na aprendizagem; HagáQuê; Toondoo; Impress.

OBJETIVOS:
Facilitar o conhecimento e o questionamento da linguagem visual e simbólica dos quadrinhos;
Ampliar a percepção na leitura dos recursos visuais dos textos não-verbais;
Caracterizar os personagens de HQs a partir do seu traço, suas falas, características e ações;
Fazer leitura crítica das temáticas abordadas pelas HQs;
Produzir textos utilizando os recursos analisados.
Autor: Mário Jr.

terça-feira, 19 de maio de 2015

OFICINA ABC

Informo que no mês de abril estarei ministrando a OFICINA ABC - LINUX EDUCACIONAL - 40h - Santana-AP ( Tarde ) no LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA da Escola Estadual Joanira Dell Castillo. 14h às 18h.
DIAS: 13, 14, 15, 18, 19, 20, 25, 26,27 e 28 (dez dias presencialmente)

OFICINA ABC - LINUX EDUCACIONAL - 40h - Santana-AP ( Tarde

Informo que no mês de abril estarei ministrando a OFICINA ABC - LINUX EDUCACIONAL - 40h - Santana-AP ( Tarde ) no LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA EDUCATIVA da Escola Estadual Joanira Dell Castillo. 14h às 18h.
DIAS: 13, 14, 15, 18, 19, 20, 25, 26,27 e 28 (dez dias presencialmente)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Microsoft cria rede social só para professores


Microsoft desenvolveu uma rede social para conectar professores de todo o mundo. A PIL (sigla em inglês para Parceiros na Aprendizagem). São mais de 4 milhões de educadores, de 119 países diferentes, que trocam experiências sobre projetos que integram as novas tecnologias ao dia a dia escolar. O foco das discussões, com algumas modificações, é o mesmo: ampliar a discussão de novos métodos e caminhos didáticos que atendam as necessidades dos estudantes do século 21.
Usando a ferramenta Microsoft Translator, que traduz 36 línguas, a PIL Network possibilita que as ideias e indagações de diferentes partes do globo possam ser lidas em Português. Fóruns de discussão, troca de ideias e projetos, planos de aula, tutorias, ferramentas educacionais gratuitas,  vídeos tutoriais que ensinam como customizar videogames para fins didáticos ou como criar uma rádio digital para ouvir notícias da época de Pedro Álvares Cabral, são alguns dos pontos oferecidos pela rede social.
Fonte: porvir.org

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Redes sociais: ameaças à escola ou recursos?


                          Luis Carlos de Menezes é físico e educador da Universidade de São Paulo (USP)



Precisamos nos preparar para essa nova forma de comunicação, que nos liga ao mundo mas nos deixa permanentemente expostos.

Logo depois de saber do impacto do Diário de Classe, da garota de Florianópolis que expôs no Facebook problemas de sua escola, fui atender a um convite para visitar outra unidade da rede pública, essa na periferia de São Paulo. O fato de a leitura da notícia e a visita terem ocorrido na mesma manhã me sensibilizou de forma intensa e contraditória, como relatarei a seguir, reforçando minha percepção de que não é mais possível educar e conduzir escolas sem plena vivência das novas tecnologias de informação e comunicação. 

A página de Isadora Faber na rede social - falando da estrutura precária da instituição em que estuda e de um professor - alcançou aprovação imediata de milhares de seguidores e acabou mobilizando as autoridades locais para os problemas que ela apontou. Além de surpreso pela repercussão, fiquei apreensivo por perceber até que ponto as escolas podem ficar expostas, pois uma rede social permite denúncias justas, mas também constrangimentos.
im como me oponho a câmeras de segurança por toda parte, que fazem a escola parecer presídio, gostaria de evitar que ela se tornasse circo ou um Big Brother

No entanto, durante o dia que passei na escola paulista, minha preocupação foi outra. Depois de me emocionar com um espetáculo de dança, concebido e apresentado pelos alunos, ouvi da nova diretora o relato de uma situação dramática herdada da gestão anterior: lajes despencando, telhados vazando e tomadas expostas, além de um professor que, à sombra de um estatuto equivocado, só vem a cada duas semanas, quando humilha os alunos - como vi em bilhetes em que se queixavam dele. Ao pensar nesse absurdo e em possíveis acidentes no prédio decadente, pensei: "Será preciso que, como em Florianópolis, uma garota de 13 anos ponha a boca no trombone virtual para a rede pública promover a manutenção predial nas escolas e se mobilizar para mudar um estatuto que protege falsos mestres?"
É claro que não só escolas estão expostas ao crivo das redes sociais, pois grandes corporações monitoram continuamente a internet, temendo que seus produtos e serviços sejam condenados por reclamações que se alastram como praga. Aliás, autoridades poderiam estar sempre atentas à avaliação dos serviços públicos, não somente às vésperas das eleições. É um grave equívoco, no entanto, se educadores e instituições de ensino simplesmente se protegerem da internet e das redes como se elas fossem ameaças. Devemos, sim, fazer uso delas, reconhecendo o poder de comunicação que têm como essencial para o trabalho.

Nada impede e ao mesmo tempo tudo recomenda que as escolas lancem mão das redes sociais, contando com a participação contínua dos estudantes, que nelas poderão, por exemplo, expor seus trabalhos, assim como comentários sobre as produções de seus colegas. Isso, aliás, também propiciará um envolvimento das próprias famílias no processo educativo, estabelecendo uma relação muito além da usual troca de reclamações.

Por certo, vivemos hoje em dia uma transição e, em breve, o relacionamento entre escolas, alunos e famílias estará naturalmente imerso na forma de comunicação que notabilizou Isadora - e que vai proliferar. Ao se preparar para isso, a escola pode começar por incluir os jovens em discussões sobre normas da escola e regras de convívio também nas redes sociais. Dessa forma, abrirá uma caixa de diálogo sobre a condução das aulas, a adequação das provas e - por que não? - a manutenção dos prédios.
Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

I MOSTRA DE ARTE DIGITAL DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL MARCO ZERO


I Mostra de Arte Digital do Núcleo de Tecnologia Educacional Marco Zero.
Data: 27/11/2013
Local: Salão de Eventos do SESC - Araxá
Horário: 14 as 18:00h


quinta-feira, 31 de outubro de 2013

II Congresso de Educação - 2013

Olá,
Conforme combinado no II Congresso Estadual de Educação, disponibilizo os arquivos da palestra.

Aproveitem!
Dúvidas - clique aqui!



quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Núcleo de Tecnologia do Estado no II Congresso de Educação Amapaense

Equipe do NTE apresenta inovações na tecnologia da educação

No segundo dia do Congresso Amapaense de Educação, o grupo do Núcleo de Tecnologias do Estado (NTE) apresentou aos participantes novidades da área da tecnologia educacional. Dentre elas, as lousas digitais e o trabalho de interação através das redes sociais, como Whatsapp.

 -Prof : Marcondes Pereira, exemplificando a lousa digital com o Professor Edílson.




"A importância dessa temática é que a grande maioria dos professores sabe que ela existe, mas não sabe como utilizar. Então, trabalhamos com formação, cursos presenciais e oficinas que proporcionam conhecimento teórico e permitem ao professor conhecer o equipamento de trabalho", explicou Aline Cerqueira, formadora do NTE.

O trabalho desenvolvido pelo NTE tem como intuito proporcionar aos professores cursos onde o profissional da educação torna-se capaz de criar e recriar a prática, de experimentar, propor e tomar distância crítica para reflexão e avaliação de seu desempenho, além de tornar as aulas mais interativas e didáticas.


"É muito interessante essa oferta do Congresso, eu vi dentro do minicurso para os professores voltado às novas tecnologias a possibilidade de entender mais como utilizar dentro de sala de aula os equipamentos, que facilita bastante para nós professores, como também para nossos alunos", ressaltou Nazaré Correa, professora da Escola Estadual Lucimar Amoras Del Castillo.



"Para mim foi uma oportunidade de renovar a motivação, que é uma atividade muito árdua. Eu estou muito mais motivada para voltar à sala de aula, levar esse conhecimento adquirido aqui para nossos alunos, sabendo que cada um tem sua limitação, como todos nós temos, e isso vai ajudar com que nós, como professores, aprendamos a levar a eles o amor", diz Simone Campos, professora da Escola Estadual Padre Simão Corridori, no município de Santana.


"A palestra foi muito interessante, na escola em que trabalho já temos acesso a essas tecnologias e, com elas, sempre descobrimos novas possibilidades, como hoje nos foi mostrado sobre os gráficos que a lousa possibilita trabalhar. Além do mais, pudemos tirar várias dúvidas que ainda tínhamos a respeito dos equipamentos, como a questão do armazenamento de dados. Agora é só aplicar tudo em sala de aula", afirmou a professora Aline Santos, da Escola Estadual Santa Maria.